Quem são os Òrìsà

Olódùmarè é o nome do Deus supremo segundo os ensinamentos de Ifá. Ele se manifesta no plano físico por meio de múltiplas formas, expressando sua existência nos elementos da natureza (ar, água, fogo e terra) a fim de diversificar e especializar a responsabilidade de cada uma dessas formas, Ele criou um conjunto de forças espirituais chamadas de Òrìsà.

Os Òrìsà são na verdade o próprio Olódùmarè se expressando de forma especifica. Apesar disso, os Òrìsà possuem personalidade própria, ou ainda, possuem consciência. Desse modo Olódùmarè se afasta cada vez mais do plano físico, delegando aos Òrìsà a responsabilidade por manter vivo o meio-ambiente.

O processo de Criação do Universo seguiu uma trajetória fisicamente possível, ou em outras palavras, a Divindade realizou os eventos seguindo um caminho lógico. Portanto, o tempo para que todos esses processos se concluíssem ao ponto que permitir-se o surgimento da vida foi longo. Isso permitiu que o ambiente de modo geral amadurecesse e que as forças da Natureza se harmonizassem e evoluíssem. Assim os Òrìsà atuaram para a formação do Planeta e do meio-ambiente e estabeleceram controle sobre as forças espirituais e físicas que mantêm a vida na Terra. Aqui vale ressaltar um ponto muito importante, Olódùmarè delegou a responsabilidade da criação do planeta (meio-ambiente) e do homem à Divindade Obàtálá, e aos demais Òrìsà responsabilidades especificas sobre o funcionamento do planeta (iremos explorar esse assunto detalhadamente em tópicos futuros).

Seguindo este pensamento sabemos então que os Òrìsà são forças espirituais conscientes e individualizados, mas ainda assim são parte ou expressões de Olódùmarè. Sabemos que o processo de formação planetária se deu através da ação e conflito dessas forças; até o ponto que conhecemos agora, esta interação permanece atuante e assim será até o fim dos tempos.

Como a percepção humana ainda é limitada e dependente de símbolos de linguagem, essas forças espirituais foram identificadas por nomes e a eles foram atribuídas características de acordo com a sua atuação e responsabilidade especifica.

Além de sustentar a vida no planeta, os Òrìsà são importantes como protetores da vida humana, atuando como Guias Espirituais e auxiliando um individuo em particular como uma comunidade. A Eles são atribuídas as mais diversas necessidades humanas, fazendo com que problemas diversos sejam solucionados com a sua atuação. Neste ponto vale um tópico importante que trata de uma visão um tanto distorcida da forma de cultuar os Òrìsà: Leia mais em "Os Òrìsà como forma de transformação pessoal".

Dentro da Cultura Afro-Brasileira os Òrìsà africanos foram interpretados de várias maneiras, sendo que seus atributos foram modificados ou adaptados no decorrer do tempo, muitos desses atributos foram prejudicados pelo contato com outras religiões, como é o caso do contato com o Cristianismo. Sem querer diminuir sua crença, mas alguns dogmas alienígenas à filosofia do Ifá tornaram os Òrìsà de certa forma humanos, com imperfeições que destoam da natureza da sua Divindade. A exemplo da crença de que um Òrìsà seja vingativo castigando os “filhos” que não seguem suas determinações. No meu ponto de vista, isso é limitar a percepção do são Òrìsà.

Não me soa bem pensar que o Fogo possa queimar alguém por pura maldade ou vingança.

É claro que os Òrìsà, enquanto forças da natureza, respondem as agressões. Sejam elas cometidas contra o meio-ambiente ou contra outro ser Humano, isso é um mecanismo de auto-regulação que existe como Lei Universal e faz parte do funcionamento do Universo como um todo.

É muito tranquilizador saber que podemos contar com a presença e atuação clara dessas Divindades que têm como objetivo auxiliar o Homem; precisamos entender que o Planeta é “Templo” das forças da Natureza, portanto precisamos respeitá-lo se quisermos viver em harmonia com as forças espirituais que sustentam a vida.

Àse. Bàbáláwo Ifádámiláre Agbole Obemo.