Os Òrìṣà como forma de transformação pessoal

A disciplina Ifá desenvolveu-se em torno do objetivo principal que é potencializar o aprimoramento do caráter humano. Ifá ensina que esta é a única forma duradoura de garantir ao homem estabilidade emocional/espiritual.

Dentro deste importante contexto, vários ensinamentos e técnicas foram inseridos ao culto a fim garantir o suporte necessário à existência humana. É fato conhecido de todos nós, que insistentemente somos alvejados por situações que colocam em prova nossa real situação, ou seja, nosso caráter é testado continuamente.

Essas situações diversas causam alterações em nossas emoções, gerando reações muitas vezes agressivas ou impensadas, afetando diretamente o resultado do progresso material e espiritual.

Ifá ensina que todos os tipos de desperdício devem ser combatidos. Isso se aplica também aos sentimentos, pois o excesso deles é considerado desperdício de energia.

Dentro do contexto acima explicado precisamos então utilizar os mecanismos e ensinamentos presentes no culto para proteger o individuo desses intempéries.

As Divindades foram criadas com vários objetivos, porem o mais importante deles é proteger e apoiar a vida na Terra, tanto no que diz respeito aos processos que sustentam a vida, bem como no contexto do desenvolvimento da personalidade humana. Esse conceito é muito confundido no meio religioso, onde a responsabilidade pelo progresso ou não dos indivíduos é direcionado totalmente as Divindades, ou seja, se a vida está dando certo é porque determinado Òrìsà assim o fez, ou ao contrario, se a vida está complicada é porque estamos recebendo algum tipo de castigo. Essa afirmação ou conceito, esta totalmente equivocada. Não faz parte das atribuições dos Òrìsà controlarem a vida do homem, mesmo porque, eles não têm autoridade de interferir no livre arbítrio, dado a nós por Olódùmarè. Sendo assim não é correto responsabilizar os Òrìsà pelo nosso sucesso ou fracasso. Essa atribuição é exclusiva do Orí (veja conceito de pessoa).

Analisando essa abordagem, tudo que ocorre em nossas vidas é fruto exclusivo de nossas ações e decisões. Então bastaria seguir uma disciplina filosófica que simplesmente alinha-se o caráter humano e todos os problemas estariam assim resolvidos. Porque então cultuar os Òrìsà? Aqui entra em ação as habilidades ou domínios dados a Eles.

Como sabemos cada Òrìsà detêm ligações com as forças da natureza, bem como, atuam sobre áreas especificas da vida humana. Por exemplo: A Divindade Òsún é a protetora da gestação, cuidando, amparando e controlando os órgãos e processos biológicos que estão envolvidos nesta questão. É de domínio Dela tal especialidade. Por isso Ela possui ferramentas para interver a favor de uma pessoa que esteja passando por alguma dificuldade relacionada com a gestação. Recorrer à Òsún nestas situações é uma prática comum no culto, realizado tanto no âmbito de Ifá, quanto de Òrìsà. Esse conceito possui um ensinamento mais profundo que deve ser analisado em contra partida com o conceito de Orí: Tudo que ocorre em nossas vidas é de responsabilidade de Orí, portanto, se uma pessoa está com problemas na gestação, porque seu próprio Orí não resolve tal situação? Justamente porque as responsabilidades foram divididas entre as Divindades, ficando a cargo de cada uma Delas o trato de situações especificas. Por isso, nós precisamos do apoio dos Òrìsà para a solução de assuntos que não estão englobados no conceito de Orí. Vale ressaltar, que nada pode ser mudado ou melhorado se Orí não permitir, já que nenhum Òrìsà pode suplantar a autoridade do Orí.

Como podemos notar os Òrìsà são importantes no apoio da vida humana, em todo o espectro de assuntos que somos envolvidos corriqueiramente. Eles podem dar suporte ao homem no desenvolvimento diário de nossas atividades, apoiam no desenvolvimento do caráter e com isso proporcionam a transformação pessoal que tanto buscamos. Ignorar tão influência é um desperdício, novamente lembrando o ensinamento de Ifá, todo desperdício deve ser combatido.

Cultuar os Òrìsà auxilia na proteção contra os eventos externos que podem criar desequilíbrios graves na jornada existencial, atrasando ou levando ao fracasso total do objetivo galgado por nós antes do reencarne.

Combinar transformação de caráter com práticas religiosas sadias e manter a ligação com as Divindades é uma formula confiável para garantir as bênçãos de saúde, relacionamento, descendência, prosperidade e vida longa.

Àse. Bàbáláwo Ifádámiláre Agbole Obemo.